ORTOREXIA: QUANDO O HÁBITO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL SE TORNA DOENÇA

Alimentar-se bem é um hábito excelente, mas quando se torna obsessão pode se tornar ortorexia, um distúrbio que prejudica a vida social e a saúde como um todo.

Alimentar-se bem é um hábito que nunca foi tão valorizado quanto hoje. Comer muito verde, evitar industrializados e alimentos ricos em gorduras e açúcares faz, de fato, bem para a saúde. Para certas pessoas, a prática também dá prazer. Mas em alguns casos, pode torna-se obsessão.1

O QUE É ORTOREXIA

“Ortorexia nervosa”, ou apenas “ortorexia” é o termo que define a obsessão pela alimentação saudável. Cunhado em 1996 pelo médico Steve Bratman², diz respeito às pessoas que adotam comportamentos extremistas em relação à dieta, que deve ser exclusivamente de alimentos saudáveis. Na opinião do profissional, trata-se de um transtorno alimentar tão grave como a bulimia e a anorexia. No entanto, a preocupação do doente não é com a forma física, e sim com a qualidade dos alimentos ingeridos.

A ortorexia ainda não foi reconhecida como transtorno alimentar pelo DSM-5 (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais), o guia da psiquiatria. No entanto, seus sintomas e características já vêm sendo bastante discutidos nos últimos anos.

As pessoas com ortorexia evitam sal, açúcar, gorduras trans, corantes, conservantes, glúten, laticínios transgênicos e alimentos com agrotóxicos ou pesticidas. Mas não é só a composição da comida que preocupa: a forma de preparo também deve ser a mais saudável possível. Em algumas práticas ortoréxicas, alimentos crus, por exemplo, não são aquecidos acima de 44º graus pois preservariam suas enzimas, benéficas a saúde. Muitas vezes, carne e outros itens de origem animal podem ser cortados da dieta.³

CONSEQUÊNCIAS E TRATAMENTO DA ORTOREXIA

Para seguir à risca tantas restrições, sacrifica-se boa parte do tempo disponível. Afinal, é preciso planejar as refeições com muita antecedência e prestar bastante atenção a tudo o que é utilizado no preparo. Comer na rua é uma tarefa difícil, assim como passar muito tempo fora de casa sem um kit de sobrevivência que garanta a “alimentação adequada”.3

Por consequência, o ortoréxico acaba comprometendo, também, grande parte de sua vida social. Sair para jantar com os amigos, tomar uma cerveja ou simplesmente tomar um lanche durante o dia, são atividades complicadas para essas pessoas. Muitas vezes, acabam evitando fazer refeições acompanhados.

Embora motivada pelo desejo de alcançar uma saúde excelente, a ortorexia pode levar a deficiência de nutrientes e complicações médicas graves.4 Isso ocorre quando a dieta se torna extremamente restritiva, excluindo nutrientes essenciais para o organismo. Deficiências nutricionais, perda de peso, queda de cabelo, unhas fracas e mau funcionamento do intestino são algumas das consequências dessa obsessão.

O tratamento da ortorexia envolve o olhar de uma equipe multidisciplinar, geralmente composta por médicos, psicoterapeutas e nutricionistas. Em casos de perda de peso significativa ou desnutrição, o ortoréxico poderá passar por tratamentos mais rígidos e em situações extremas, ser internado para recuperar suas condições de saúde.4

COMO IDENTIFICAR A ORTOREXIA

Bratman lista os principais sinais da ortorexia nervosa.2
Veja se você apresenta algum deles:

  • Você passa a maior parte do seu tempo pensando, escolhendo e preparando uma alimentação saudável, a ponto desse comportamento interferir nos seus relacionamentos, trabalho e estudos.
  • Quando você come qualquer alimento que considera não saudável, sente-se ansioso, culpado, impuro ou contaminado. Às vezes, apenas o fato de estar perto de tais alimentos te perturba.
  • Seu senso pessoal de paz, felicidade, alegria, segurança e auto-estima é excessivamente dependente do que come.
  • Você gostaria de eventualmente relaxar suas regras de boa alimentação para uma ocasião especial, como um casamento ou um passeio com os amigos, mas acha que não pode.
  • Com o tempo, eliminou cada vez mais alimentos e expandiu sua lista de restrições alimentares, na tentativa de melhorar os benefícios para a saúde.
  • Seguir essa visão de alimentação saudável fez com que perdesse muito peso ou te causou outros sinais de desnutrição, como perda de cabelo, problemas de pele ou interrupção da menstruação.

INSTAGRAM: UM VILÃO PARA A ORTOREXIA?

Para quem adota um estilo de vida saudável, o Instagram é o lugar. Você provavelmente viu no feed de novidades, ao menos uma vez, fotos de refeições coloridas e elaboradas. Mas o hábito de fotografar tudo o que come pode estar aliado ao desenvolvimento da ortorexia, segundo um estudo publicado em 2017.5

Os resultados da pesquisa sugerem que a comunidade de alimentação saudável no Instagram tem uma tendência considerável a desenvolver os sintomas de ortorexia. Além disso, o maior uso da rede social está, segundo os autores, associado ao aumento dos sintomas.

Portanto, fique atento aos seus hábitos.

Referências bibliográficas

1. Martins MCT, Alvarenga MS, Vargas SVA, Sato KSCJ, Scagliusi FB. Ortorexia nervosa: reflexões sobre um novo conceito. Rev. Nutr., Campinas, 24(2):345-357, mar/abr 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rn/v24n2/a15v24n2.pdf

2. Orthorexia [homepage na internet]. What is Orthorexia? [acesso em 29 Jan 2019]. Disponível em: http://www.orthorexia.com/what-is-orthorexia/

3. Universidade Federal de Santa Catarina- Cotidiano [homepage na internet]. Quando ser saudável se torna uma obsessão? [acesso em 29 Jan 2018]. Disponível em: http://cotidiano.sites.ufsc.br/quando-ser-saudavel-se-torna-uma-obsessao/

4. Koven NS, Abry AW. The clinical basis of orthorexia nervosa: emerging perspectives. Neuropsychiatr Dis Treat. 11: 385–394. 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4340368/

5. Turner PG, Lefevre CE. Instagram use is linked to increased symptoms of orthorexia nervosa. Eating and weight disorders: EWD 22(2). Mar 2017. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/314161589_Instagram_use_is_linked_to_increased_symptoms_of_orthorexia_nervosa

SABRAGE.MDY.19.03.0073

 

CONFIRA OUTRAS CURIOSIDADES ABAIXO:

POR QUE O "GOOGLE" NÃO DEVE SER O SEU CONSULTÓRIO MÉDICO

Pesquisar os sintomas online pode ser uma prática perigosa tanto para a saúde, quanto para a privacidade das nossas informações sensíveis.

DNA MAPEADO: O QUE O SEQUENCIAMENTO GENÉTICO REVELA SOBRE A SUA SAÚDE

Além do famoso teste de ancestralidade, o sequenciamento genético pode revelar predisposições para doenças e outras informações importantes. Mas será que devemos fazê-lo?

ORTOREXIA: QUANDO O HABITO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL SE TORNA DOENÇA

Alimentar-se bem é um hábito excelente, mas quando se torna obsessão pode se tornar ortorexia, um distúrbio que prejudica a vida social e a saúde como um todo.